... se cala os dedos perante o vazio que se inicia... como se a falta da flauta doce deixasse amarga o descor do vento... se perde, ao encontrar o amor que havia jogado fora dentro de alguma saudade esquecida... se faz perdido... repetitivo... e a felicidade é uma concha aberta com retalhos coloridos...

10 Comments:

  1. Kazinha said...
    Bom demais isso aqui...voltarei...tô aqui como sempre, Gleu...beijo, K!
    cris said...
    sabem que me deu vontade de ilustrar o primeiro e o segundo? adorei o blog! vou voltar sempre e ja to indicando la no ego! beijos!
    cris said...
    vcs dois aí tratem de escrever mais! já ilustrei todos, exatamente todos os postados!:)
    bruno said...
    gleuber! o famoso gleuber!
    Sinto-me lisonjeado por ter aqui os links para os meus blogs!
    acabei de adicionar o seu, melhor, o vosso!
    passarei a visitar mais assíduamente!
    abs.

    keep on the good work!
    Bia Santana said...
    P
    A
    R
    A
    B
    É
    N
    S

    Marcelo...além de um gde músico, vc tb é um execelente poeta!!!!!! Sucesso em tudo q vc fizer...vc merece!!!!! bjk
    Lady said...
    Gleu, não faz muito tempo que eu leio os teus escritos, mas, reconheço coisa boa desde sempre!
    beijo
    Lud said...
    Linda poesia e ilustação...
    Amei o blog.
    Adriana said...
    http://www.adrianaluz.com/blog.php?idb=9695


    BEIJOS.


    *
    SoL said...
    Nossa! Adorei isto aqui!
    Parabéns garotos! :)
    Obrigada pelo convite / Orkut
    Beijos
    Sandra
    Leonardo Valesi said...
    Belíssimo trabalho, tocável, simples e encantador!
    Adorei...

    Leonardo Valente (MG)

    www.lioh.arteblog.com.br/

Post a Comment




Copyright 2007 | Projeto Reticere