Conduza-me à transitividade do amor,
e faça pretérita a tua pobre contrária rima!
Re-cria-me direto o que por direito for!
Re-cria-me inventor de novos léxicos!


Sonhar-te-á!
Sonhar-te-á!
Sonhar-te-á!


Em terra firme dar-me-ei à magia da contemplação,
quando sentir ladrilharem as palmas das minhas mãos!
Vida?
Vida?
Ouça meu apelo de coração aberto:
Conduza-me à não intransitividade dos verbos!

.

4 Comments:

  1. Luz said...
    sinto-me assim ultimamente
    rosana said...
    surpreendentemente maravilhoso sempre!!! é o q tenho a comentar!!!
    rosana said...
    surpreendentemente maravilhoso sempre!!! é o q tenho a comentar!!!
    Nadia said...
    "Metafascinante"!!!!

Post a Comment




Copyright 2007 | Projeto Reticere