.
Hei, onde esta o brilho do orgulho
Em qual mergulho se atirou a fé
E em que pé
O amargo apertou?

A remela da mentira
No canto do olho
Tolo é acreditar em todo encanto

Hoje não há perguntas para suas respostas
Só,
A solidão de pé
Servindo a mesa do café.

Pesadelo vindo pelo correio,
Sempre é mais leve o arreio
No lombo alheio.

Agora é fácil acreditar no choro,
Difícil é entender o riso e reconhecer o tempo do silêncio.

.

14 Comments:

  1. Gracyelly said...
    "Tolo é acreditar em todo encanto"....eita, tapão na cara....
    KARLA said...
    Nossa! Forte p caramba... gostei muitooooo!!!!
    Suspiro de uma mariposa apaixonada said...
    que lin-do! (assim pausado mesmo)
    adorei!!!

    parabéns pelo espaço.

    beijoo
    LENA CASAS NOVAS said...
    v se me link, mocinho... tá ficando cadavez melhor isso aqui!!
    Ana said...
    Belíssimo!!
    íssimo,íssimo!

    linkando....

    beijos!
    Carol D'Agostini said...
    Pelo menos há a solidão servindo a mesa do café ;) haha

    Maravilhoso!
    Rogério Felício said...
    Orgulho!? Aff!!!
    Lu Oliveira said...
    "em qual mergulho se atirou a fé?"

    Amei esse trecho em particular...
    Forte!!!
    Bjs da Lu oliveira!
    :P
    Hardie Poupette. said...
    O tempo do Silêncio é um dos grandes mistérios destes dias, já que a regra é o condicionamento ao consumo de absorção imediata: respostas e surdezes ao toque de googles, radiofonias teleguiadas, entre outros entorpecimentos atualizados a cada instante, repelindo a verdadeira Escuta. Eis que vivemos na era do ouro pros tolos: encantamento mais do que barato, a base do sangue do bode embalsamado e engarrafado, e tomado em "cálices sagrados", adquiridos online > ("últimas peças!!" anunciavam no popup) . O que aconteceu com a Essência Singular? Tudo se resume ao [tragi-cômico] normótico System Default.
    Isabelle said...
    "Sempre é mais leve o arreio
    No lombo alheio", além da primeira estrofe são sensacionais!

    Esse é um dos melhores do blog!
    Muito bom mesmo!

    PARABÉNS!!!
    Esther Alcântara said...
    Muito lindo!!!
    traduz minha realidade do momento.
    Hoje acordei sentindo:
    "A solidão em pé
    servindo a mesa do café".
    Há coisa incríveis neste poema, muito bom mesmo. Parabéns!
    Anete Medeiros said...
    muito bom!

    estonteante, denso!!
    Julia de Moraes said...
    Um dos melhores que já li. . . Realmente o melhor blog ;

    Julia de Moraes
    Julia de Moraes said...
    Um dos melhores que já li. . . Realmente o melhor blog ;

    Julia de Moraes

Post a Comment




Copyright 2007 | Projeto Reticere