Já chega!

Traga a verdade pura embrulhada em olhos de celofane
Qual o caminho a percorrer para desvendar os confins da noite?

O crucifixo do caráter queima a pele atordoada no ventre impuro
Da ladra de almas
O único pagamento pelos pecados é a morte
A dor bem vivida traz a liberdade saqueadora das aves de rapina
A boca arqueada deixa minar o veneno adocicado
Palavras peçonhentas da paixão

Credos e sinas para os que acreditam que podem comprar sentimentos
Em qualquer esquina
Senhoras em rugas chorando, seus filhos famintos esperando
Casas transformadas em currais, almas livres confinadas
Famílias de um só indivíduo
Nas cadeiras, poderosos satiros com suas mãos de martelo
Nas cadeias jovens marionetesE apinhados em asilos, antigos fantoches esquecidos

Palhaços virginais têm fome de felicidade
Em qualquer semáforo, políticos-flanelinhas lunáticos
E esmiuçando as praças como belos pivetes
POETAS EMPUNHANDO CANIVETES!
Basta!

4 Comments:

  1. Suspiro de uma mariposa apaixonada said...
    Também to cansada dessa história toda.

    Gostei do texto. Aliás, gosto daqui!

    beijoo procês

    Michelle
    Danynhaa said...
    Já chega [2]

    adorei o texto também!!
    BjoS
    wellita said...
    Adorei!
    Lucilaine said...
    Pôxa! Esse me surpreendeu muito... Fazia tempo que não passava por aqui, não estou recebendo as atualizações no meu orkut mais.
    Parabéns por esse texto! Beijo,

Post a Comment




Copyright 2007 | Projeto Reticere