Bebemos a água da nascente
Com a concha que construímos com nossas mãos
Bebemos a água da nascente
Tocamos a vida...
Que nasce eterna por entre nossos dedos
Bebemos o segredo dos homens
Sem ao menos desejarmos tal coisa
Bebemos a sede da nascente
Que corre eterna por entre nossas vidas
Tocamos a água...
E bebemos a sede dos peixes.

E na margem dessa fonte,
Há uma sempre flor qualquer que nasce e morre,
Sendo e nunca deixando de ser exatamente o que é.

10 Comments:

  1. Karina C. said...
    Puxa, me surpreendeu... positivamente...
    Thalyta França said...
    gosto mto desse blog.obrigado pelo comentário, eu sempre tou por aqui.

    abs.
    Cibelly Favero said...
    gostei muito dos textos! Parabéns pelo projeto!
    Érica said...
    Adoreiiiii!!!
    A ilustração é muito boa também...
    Bj...bj...
    M said...
    Tocante! a nossa busca pela fonte, a busca eterna.
    amei!
    Ganah said...
    A Água da Nascente para mim, é aquela que determina o que queremos ser na vida, o que esperamos de nós mesmos. Muito bom o blog, vou acompanhar sempre, parabéns!
    Nathalia Wigg said...
    Simplesmente lindo!
    Beatrice said...
    Desenho maravilhoso.
    A nascente tem gosto de vento, que é bebido num manjar de esperanças. Embebeda-se, assim, até a alma.
    Bjs
    Gracyelly said...
    Que bom ter o Reticere de volta!!
    As novas ilustrações estão ótimas tb!!
    Paola Vannucci said...
    Sempre com muito prazer vir aqui meu querido amigo

    gosto muito

    beijos

Post a Comment




Copyright 2007 | Projeto Reticere